''

Educação de crianças


Há quem diga que “ser mãe é padecer no paraíso”, e esta frase é tão conhecida quanto verdadeira. Mas não são só as mães que enfrentam as dificuldades de educar os filhos da melhor forma. As famílias têm se reconfigurado cada vez mais e os pais, que antes eram responsáveis apenas pelo sustento dos filhos, hoje têm dividido com as mães o papel de educar.

As crianças em fase de formação de personalidade, entre 3 e 7 anos, estão mais “exigentes” e questionam muito mais sobre a sua educação, do que crianças de alguns anos atrás, isso é fato. E quando esses questionamentos entram em choque com as ideias e ideais dos seus pais ou responsáveis, os conflitos são inevitáveis!

Como ponderar uma boa educação, com limites, ao amor que é natural aos filhos? Como não “perder as estribeiras” depois de um dia estafante de trabalho? Como susbstituir berros por conversas saudáveis,  olho no olho? Sejamos realistas: se fosse fácil descobrir a resposta para essas, e outras dezenas de dúvidas que desafiam os pais diariamente, os consultórios de psicologia não estariam cada vez mais cheios.

Muitas famílias estão se sentindo desorientadas e buscando ajuda profissional para ajudar a resolver esses conflitos de convivência. E foi pensando nessas questões que a psicóloga Jocelaine Vieira, especialista em sono infantil e orientação de pais, decidiu desenvolver um projeto voltado para atendimento de pais que têm filhos com idade entre 2 e 7 anos. “É preciso parar e repesar sobre o trajeto que você tem trilhado na educação dos seus filhos, perceber se a forma que você tem lidado com as “birras” e questionamentos excessivos está sendo eficaz e, pricipalmente, saudável para você e seus filhos”, explica a profissional.

A Vila Coruja, que sabe da importância desse bom relacionamento entre pais e filhos, é parceira nesse projeto. “Nós convivemos diretamente com crianças de várias idades e suas famílias, e podemos perceber, algumas vezes, uma dificuldade dos pais em saber diferenciar o que é o mais correto na educação dos seus filhos. E queremos contribuir com essa questão”, afirma a CEO do Grupo Vila Coruja, Karol de Saldanha.

O Projeto Florescer – uma luz para o educar – irá atender as famílias em encontros semanais, todas as segundas do mês de Junho, começando no dia 06, na Brinquedoteca de Ponta Grossa. O pojeto é voltado para os pais, mas se for da preferência somente as mães participarem, também é válido. E enquanto a vivência acontece as crianças poderão brincar. O objetivo principal do projeto é tornar a maternidade mais leve,intesa e pricipslmente,saudável para a família num modo geral.

 

 

 

Verônica Silva

Verônica Silva

Assessora de Comunicação e MKT em Vila Coruja
Verônica Silva

Últimos posts por Verônica Silva (exibir todos)

Comente pelo Facebook

Comentários